Associados CECAM: Arquitrama Feiras e Exposições | B B O Eventos Promocionais | Biblioteca de Idéias Comércio de Estandes | Icemark Locações | JMC - Publicidade Promoções e Merchandising | LPR Locação de Bens Móveis | Macctub Arquitetura e Desing | Metro Quadrado Estandes | MGM Loc. de Bens Moveis Ass. Desing e Montagens Prom. | MMLA - Macrox Montagens Loc e Serv. Latin America | Publistand Promoções e Empreendimentos | Secta Locação de Bens Móveis

Artigo | ABNT e a importância das Normas Técnicas para o setor de eventos

Por Getúlio Takashi Tamada - diretor de empresas montadoras de estandes do Sindiprom-SP e sócio da HOTMA Arquitetura de Eventos

A ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas que tem como missão a difusão do conhecimento por meio de documentos normativos e, através do convênio com o SEBRAE - nacional, decidiu reativar o CEE 142 – Comissão de Estudos Especiais – em dezembro de 2014, em São Paulo, a partir de uma demanda verificada no setor.

A importância deste trabalho é tal que representantes do trade profissional de Eventos, assim como os Fornecedores, Clientes, Academias e Entidades afins, se juntaram nesta empreitada a partir da primeira reunião ocorrida em São Paulo – Eventos Brasil –, quando teve início um trabalho ininterrupto de dois anos. Ao final de 2016, três das quatro demandas projetadas no início dos trabalhos foram concluídas e disponibilizadas ao mercado, sendo elas: Terminologia no Setor de Eventos; Gestão da Segurança em Eventos; Competência do Profissional de Eventos.

Atualmente está em desenvolvimento o trabalho focado na “Qualidade em Eventos”.

Esta Norma englobará todas as ações que hoje se pratica e também questionará àquelas que devem ser atualizadas nos processos de trabalho visando a qualidade final dos nossos eventos.

Embora tenhamos ciência da importância de todas as Normas para regulamentar e normatizar os trabalhos neste setor de Eventos, creio que esta norma abordando sobre a “Qualidade em Eventos” será a que causará maior impacto no dia a dia das atividades de todo o trade.

Dentre outros itens que compõem a “Qualidade em Eventos”, os prazos de montagem, realização e desmontagem, condições de trabalho quanto à higiene, segurança, sustentabilidade são e serão amplamente discutidos e, assim, todos os profissionais preocupados e até os incomodados com as atuais condições de trabalho, poderão participar na elaboração deste importante documento ao mercado.

Por fim, lembro que pelos ritos da ABNT, todas as Normas são desenvolvidas por profissionais ligados aos assuntos em discussão, mas não somente àqueles previamente cadastrados ou com possibilidade presencial. Todas as colaborações recebidas são discutidas a cada reunião e, uma a uma, respondida podendo ser inclusas ou não nos trabalhos daquela comissão.

No momento que a Comissão de Estudos concluir que o texto representa os anseios da maioria dos profissionais que nela trabalharam, o assunto terá uma parada para que o texto seja submetido a uma Comissão da ABNT, a qual o converterá em Norma.

Feito, ela é posta novamente em Consulta Nacional com ampla divulgação. Nesta oportunidade as partes interessadas emitem novamente suas considerações que são analisadas e inclusas ou não no estudo desenvolvido pela Comissão de Trabalho. Esta prática se repetirá até que haja um consenso dos interessados e assim, o Projeto de Norma será transformada em Norma Brasileira.