Associados CECAM: Arquitrama Feiras e Exposições | B B O Eventos Promocionais | Biblioteca de Idéias Comércio de Estandes | Icemark Locações | JMC - Publicidade Promoções e Merchandising | LPR Locação de Bens Móveis | Macctub Arquitetura e Desing | Metro Quadrado Estandes | MGM Loc. de Bens Moveis Ass. Desing e Montagens Prom. | MMLA - Macrox Montagens Loc e Serv. Latin America | Publistand Promoções e Empreendimentos | Secta Locação de Bens Móveis

Implantar os PPRA(NR-9) e PCMSO(NR-7) são medidas efetivas aos colaboradores de infraestrutura de Feiras de Negócios e Eventos

Instituto Trabalho e Vida

As empresas de montagem e desmontagem de estandes em Feiras e Eventos têm vários riscos associados às suas atividades como queda dos trabalhadores de escadas ou andaimes, choque elétrico em redes energizadas, ferimentos nos membros superiores com o uso de ferramentas manuais e elétricas ou pneumáticas, queda no mesmo nível devido a tropeções ou escorregões, entre outros itens.
Através de dados do Anuário Estatístico da Previdência Social, o Brasil em 2012 teve 705.239 acidentes de trabalho, gerando 2.731 óbitos e 14.955 doenças do trabalho.  Nesse período, morreram oito trabalhadores por dia no nosso país por acidentes de trabalho e ficaram permanentemente incapacitados para o trabalho, 14.755 trabalhadores. A parte do corpo mais atingida são as mãos com enfoque nos ferimentos nos punhos e mãos, as fraturas no nível de punho e as dorsalgias. 
Os setores, segundo a mesma fonte, com maior número de acidentes de trabalho é o Comércio e Reparação de Veículos Automotivos com 95.659 registros, seguido do setor de Saúde e Serviços Sociais com 66.302 acidentes e a Construção Civil com 62.874.  
Esses acidentes e doenças de trabalho tem gerado além da perda do trabalhador ou de sua atividade plena produtiva, um impacto muito grande na sua família, nas empresas e na sociedade. Apesar dos valores cada vez mais crescentes das indenizações por danos morais e físicos pleiteadas pelos trabalhadores ou famílias afetadas pelos acidentes de trabalho e doenças do trabalho, nada faz ressarcir a saúde do trabalhador em sua forma plena.
Para tal é fundamental que as empresas se estruturem e se organizem para identificar e gerenciar os riscos que estão expostos nas suas atividades laborais.  Implementar os Programas de Prevenção de Riscos Ambientais – PPRA(NR-9) e Programa  de Controle Médico de Saúde Ocupacional - PCMSO(NR-7) previstos na legislação trabalhista são fundamentais para que toda a empresa tenha um controle efetivo dos  riscos da sua atividade laboral e da saúde dos seus trabalhadores.
Esses riscos devem levar aos empregadores a identificar os seus riscos e propor medidas preventivas quer sejam coletivas, individuais e administrativas tais como o uso de sistema de guarda-corpo e rodapé em um andaime, o aterramento de um painel elétrico, a utilização de óculos de segurança para serviços que podem projetar materiais particulados, a capacitação dos trabalhadores no uso de plataforma aérea de trabalho ou nos trabalhos em altura, etc.
É fundamental que os programas PPRA e PCMSO sejam efetivamente implementados pelos gestores das empresas para garantir a sua eficácia, para que se não tornem apenas um atendimento a mais uma legislação. E sim uma melhoria efetiva na segurança e saúde ocupacional dos trabalhadores nas áreas de montagem e desmontagem de estandes em Feiras e Eventos.