1

Registros no Cadastur sobem 16% nos sete primeiros meses de 2019

As agências de turismo e meios de hospedagem foram os serviços turísticos de cadastro obrigatório com maior evolução em termos quantitativos

O número de profissionais e empresas do setor de turismo que se registraram no Cadastro dos Prestadores de Serviços Turísticos do Ministério do Turismo (Cadastur), de janeiro a julho deste ano, teve um aumento de 16,09% em relação ao mesmo período do ano passado. O índice representa um incremento de 12.580 novos prestadores formalizados até esta quarta-feira (31), atingindo um total de 90.784 cadastros.

Em termos numéricos, as novas agências de turismo (4.072) representam 32% do aumento de cadastros nos últimos 7 meses. Já os meios de hospedagem formalizados no mesmo período (2.147) correspondem a 17% dos cadastros em 2019. O Brasil conta, atualmente, com 28.065 agências de turismo e 13.492 meios de hospedagem formalizados no Ministério do Turismo que representam, respectivamente, 31% e 15% do total de cadastrados atualmente.

Para a coordenadora-geral de Regulação e Fiscalização do Ministério do Turismo, Tamara Galvão, o aumento é fruto das ações realizadas pelas equipes da Pasta, que têm trabalho para aprimorar o setor no país. “Esse crescimento se deve ao trabalho de fiscalização, remota e presencial, realizado pelos fiscais do MTur e a orientação junto aos municípios e instâncias de governança das regiões turísticas, que é feita pelo Programa de Regionalização do Turismo”, destacou.

Um exemplo desse trabalho realizado em parceria com os destinos é o estado do Espírito Santo. No primeiro semestre de 2019, a Unidade Federativa registrou um crescimento de 51% no Cadastur em relação ao ano inteiro de 2018. No ano passado, o estado capixaba contava com 1.177 prestadores de serviços turísticos formalizados. Em 2019, número já soma 1.788.

A participação no Cadastur é obrigatória para agências de turismo, meios de hospedagem, organizadoras de eventos, parques temáticos, transportadoras turísticas e também para os guias de turismo. Além disso, a iniciativa promove o ordenamento, a formalização e a legalização destes prestadores.

Tamara Galvão ressalta, ainda, que são muitas as vantagens para os empreendedores regularizados junto ao Ministério do Turismo. Ela destaca a participação em programas de qualificação e infraestrutura, acesso a financiamentos, apoio a eventos, feiras e ações do MTur, além de maior visibilidade nos sites do Cadastur e Mapa do Turismo Brasileiro, entre outros. O turista também pode consultar o Cadastur antes de contratar um serviço turístico.

Quanto maior a adesão dos prestadores de serviços turísticos no Cadastur, melhor para o segmento. O cadastro é simples, online e gratuito. Os interessados devem acessar o site (www.cadastur.turismo.gov.br) e preencher o formulário. O número do Cadastur precisa ser renovado a cada cinco anos para os guias de turismo e a cada dois anos para as demais atividades.

Fonte: Assessoria de Imprensa | Ministério do Turismo do Brasil