“Se mais empresas mantivessem associações, os resultados e benefícios seriam maiores”, diz Toni

LISBOA – Toni Sando, presidente da Unedestinos e e presidente executivo do SPCVP, marca presença na BTL 2024, considerada uma das maiores feiras de Turismo da Europa. Em entrevista ao M&E, nesta quarta-feira (28), primeiro dia de evento, o executivo falou sobre a importância de um maior apoio e atenção ao associativismo, como o fez no Esfe, além das ações feitas por São Paulo para atrair mais turistas, incluindo a participação na feira.

“Se houvessem mais empresas mantendo as associações, os resultados seriam maiores e os benefícios também” – Toni Sando, presidente da Unedestinos e Visite SP

“A gente percebeu que há um movimento de profissionais e entidades trabalhando 12 horas por dia na defesa dos interesses do setor, como a reforma tributária, a manutenção do Perse, o caso da insalubridade, uma série de pautas que dependem muito de uma união e defesa do setor. Mas falta uma ressonância entre o associado e entidade para entender que ninguém faz isso sem recursos. Muitos empresários perceberam isso e tem sido investidores das associações. Mas, se houvessem mais empresas mantendo as associações, os resultados seriam maiores e os benefícios também. Queríamos que os empresários olhassem o associativismo de forma mais séria. Devíamos ter muito mais aporte financeiro”, defendeu Toni.

De acordo com Sando, o Perse é o melhor exemplo disso. “Muitas entidades se envolveram na construção do texto do Perse, ele não surgiu do nada. E milhares de empresas se beneficiam dele. Estamos engajados na luta para a manutenção do Perse. É preciso reconhecer este esforço das associações e entidades”, disse.

Para o executivo, o problema é cultural. “O Room Tax é um exemplo disso – nem sempre o hotel recolhe e nem repassa, pois o cliente se recusa pagar um valor pequeno por ser facultativo. Fora do Brasil, o brasileiro é generoso. No Brasil, ele é exigente. Mas quando colocamos em eco esta pauta, é para conscientizar para importância das associações, que estão cada vez mais profissionalizadas. Isso é um bom caminho”, destacou.

Matéria completa disponível em: https://www.mercadoeeventos.com.br/_destaque_/slideshow/se-houvessem-mais-empresas-mantendo-as-associacoes-os-resultados-seriam-maiores-e-os-beneficios-tambem-diz-toni-sando/